logo


“Psicologia e processos interativos nos espaços de periferia: a formação humana em questão”


Livro é fruto da cooperação entre a Universidade Federal de Pernambuco e a Université de Lyon

O Coque Vive é uma rede localizada no bairro do Coque, em Recife, estigmatizado como um dos mais violentos da cidade. A rede, constituída pelo Movimento Arrebentando Barreiras Invisíveis — Mabi, coletivo de jovens da comunidade; pelo Núcleo Educacional Irmãos Menores de Francisco de Assis — Neimfa, associação presente no bairro há mais de 20 anos; e pela Universidade Federal de Pernambuco —UFPE, tem como objetivo transformar as representações sociais do Coque dentro e fora da comunidade, combatendo o estigma.

O projeto de Extensão Coque Vive da UFPE, iniciado em 2006, tem propiciado a troca entre Coque e universidade e uma experiência formadora para estudantes, recém-formados, professores e jovens do Coque interessados em construir seu percurso acadêmico e profissional. Participam do projeto o Programa de Pós-Graduação em Comunicação, o Departamento de Ciências Sociais, o Departamento de Psicologia e Orientação Educacionais e o Departamento de Administração Escolar e Planejamento Educacional. O projeto busca promover relações com a periferia por meio de ações de extensão, ciclos de diálogos, oficinas, intervenções e atividades de pesquisa. Visa também à formação continuada e a instauração de uma rede multidisciplinar.

É no contexto desse projeto que foi realizado o livro Psicologia e Processos Interativos nos Espaços de Periferia: a Formação Humana em Questão, dirigido por Aurino Lima Ferreira da Universidade Federal de Pernambuco e por Nadja Acioly-Régnier, do IUFM – Université Lyon 1 – Laboratoire « Santé, Individu, Société », e publicado pela editora da UFPE.

Fruto do intercâmbio entre a Universidade Federal de Pernambuco e do Master en psychologie interculturelle da Université Lyon 2, o livro buscou o diálogo entre pesquisadores iniciantes e especialistas no contexto do projeto de extensão Coque Vive e do intercâmbio universitário Brasil-França na área da psicologia. Contou com a colaboração de 11 autores, quatro professores-pesquisadores e sete pesquisadores estagiários. O conselho editorial é composto de cinco professores-pesquisadores brasileiros e franceses com ampla experiência : Ferdinand Rhör, UFPE;  Jacques Pain, Université Paris X Nanterre; Jean-Claude Régnier, Université Lumière Lyon 2;  Jorge Tarcisio da Rocha Falcão, Universidade Federal do Rio Grande do Norte ; Ubiratan D’Ambrosio, Unicamp. As temáticas abordadas  são: espaços periféricos, barreiras invisíveis, territórios, permeabilidade e porosidade dos muros da periferia.

Via: CenDoTeC

Ainda não foram encontrados posts relacionados.