logo


Morre Raymond Aubrac, símbolo da resistência francesa ao nazismo

Imagem: Ottawa Citizen

Raymond Aubrac, uma das principais figuras da resistência francesa contra a ocupação nazista, morreu na noite de terça-feira, aos 97 anos, em Paris. Ele era um dos últimos ativistas que lutaram contra a ocupação nazista na França ainda vivos.

Segundo a família, Aubrac morreu no hospital militar Val-de-Grace. Ele estava hospitalizado há alguns dias por fadiga.

Nascido Raymond Samuel, Aubrac contribuiu para a criação da Liberação do Sul, um dos primeiros grupos de resistência contra a ocupação nazista na França. Junto com sua mulher, Lucie, morta em 2007, o engenheiro de tendência esquerdista trabalhou para a resistência nacional, após ver seus planos de estudar nos Estados Unidos interrompidos pela Segunda Guerra Mundial. Seus pais morreram em Auschwitz durante a guerra.

Em 1943, foi preso junto com Jean Moulin, outro símbolo da resistência francesa, que morreu após ser torturado. Aubrac escapou graças a uma ação orquestrada por Lucie. Após o episódio, o casal se refugiou em Londres e depois na Argélia.

Raymond Aubrac ocupou diversos cargos públicos depois da guerra e dirigiu a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) entre 1964 e 1975.

Ativo até o final de sua vida, Aubrac pediu aos eleitores francesas para a candidatura do socialista Fronçois Hollande, que disputa neste mês e no próximo a liderança do Palácio do Eliseu. [Via O Globo]

Ainda não foram encontrados posts relacionados.