logo


Robert Doisneau é homenageado pelo Google Doodle

Robert Doisneau, pioneiro do fotojornalismo, faria 100 anos hoje e está sendo homenageado pelo Google com seu próprio Doodle.

Robert Doisneau usava a sua câmera Leica pelas ruas de Paris na década de 1930 e chegou a ser designado Cavaleiro pela Ordem Nacional da Legião d’honneur em 1984.

Suas fotos irônicas mostravam contrastes que misturavam classes sociais e as excentricidades das ruas e cafés de Paris. Uma das suas mais famosas fotos é o beijo nas agitadas ruas da metrópole.

“As maravilhas da vida diária são tão excitantes; nenhum diretor de filmes pode montar o que você encontra na rua.” Robert Doisneau

Um dos seus focos são as crianças que brincam pelas ruas sem a interferência dos pais e são retratadas por Doisneau — um dos fotógrafos mais conhecidos da França — com respeito e seriedade.

Doisneau começou como assistente de estúdio do fotógrafo modernista André Vigneau e em 1932 vendeu sua primeira matéria de fotojornalismo. Em seguida trabalhou por cinco anos como fotógrafo industrial para a Renault, mas foi demitido por causa de seus atrasos constantes passando a fazer freelances com cartões postais e em propaganda. Finalmente em 1939 foi contratado como fotógrafo por uma agência para rodar a França em busca de matérias fotográficas.

Serviu como fotógrafo e soldado durante a Segunda Guerra Mundial e usou suas habilidades para criar passaportes e outros documentos falsos para a Resistência Francesa durante a ocupação alemã.

Após a guerra ele se negava a fotografar as mulheres que tinham suas cabeças raspadas como pena por dormirem com soldados alemães.

“Eu não fotografo a vida como ela é, mas a vida como eu gostaria que fosse.” Robert Doisneau

O fotógrafo morreu em 1994 de pancreatite aguda.

Por Marcelo Ribeiro em Hype Science