logo


São Paulo sedia evento para difundir cultura de países que falam francês

Imagem: Organisation internationale de la Francophonie

São Paulo – Os países que falam a língua francesa promovem em São Paulo a Festa Internacional da Francofonia. Até o dia 8 de abril, a cultura dessas nações estará presente em peças de teatro, filmes e showsorganizados pelos consulados da França, Suíça, Bélgica, do Canadá, Senegal e mais um conjunto de instituições e escolas de idiomas. Na próxima terça-feira (20), comemora-se o Dia Internacional da Francofonia.

A estimativa é que, atualmente, existam no mundo 220 milhões de pessoas que falam francês. “Comunidades de francófonos estão presentes em 56 países, com a maioria dos nativo-falantes concentrada na França, seguida pelo Canadá [província de Quebec], pela Bélgica, Suíça, por Mônaco, Luxemburgo e várias nações da África, onde 96,2 milhões de pessoas falam o francês”, explicou Abina Dann, consulesa-geral do Canadá em São Paulo, em entrevista à Agência Brasil.

Além disso, destacou a consulesa-geral, estima-se que cerca de 100 milhões de jovens e adultos aprendam o francês durante os seus estudos nos países que não adotam o idioma como língua de cultura ou língua usual. “Isso torna o francês o segundo idioma mais estudado no mundo, após o inglês. O francês é a nona língua mais falada do planeta e, junto com o inglês, está presente nos cinco continentes”, disse ela.

Entre os shows programados no evento em São Paulo, haverá apresentações da violonista francesa Fiona Monbet, do grupo belga Parfum Latin e do MC Baloji. Monbet e o grupo belga se apresentam, na terça-feira (20), no Bourbon Street Music. Já a unidade Pompeia do Sesc recebe, na quinta-feira (22), o MC Baloji em umshow de rap com influências americanas.

Estão programadas também exposições na Pinacoteca, que recebe a mostra Alberto Giacometti: Coleção da Fondation Alberto et Annette Giacometti, Paris, e na Galeria Imago Aliança Francesa, que apresentaFrancophonies. As exposições foram abertas na última quinta-feira (15) e ficam em cartaz até o dia 19 de maio.

Na área de cinema, foi programada uma mostra dedicada ao diretor François Truffaut, um dos fundadores do movimento cinematográfico conhecido como Nouvelle Vague.

Também haverá conferências, para debater questões que abordam desde a utilização da língua francesa no trabalho até discussões sobre racismo e discriminação na França. “Debates de ideias e literatura complementam ainda mais a programação, com atrações que vão de lançamentos de livros, palestras, até concursos com possibilidade de viagem à França”, disse Abina Dann.

Segundo a consulesa-geral, a Festa Internacional da Francofonia é importante porque abre a possibilidade de celebrar a diversidade cultural por meio de uma variedade de expressões culturais de vários países do mundo. “Os paulistanos terão a oportunidade de explorar a cultura francófona de muitos países durante esse período, com atividades nas áreas de música, artes visuais, cinema, literatura e teatro”, destacou.

A programação do festival está disponível no sitehttp://www.aliancafrancesa.com.br/agenda_francophonie2012/. [Agência Brasil]

Ainda não foram encontrados posts relacionados.